Se Jesus voltasse hoje, nas mesmas condições de quando veio, será que você o aceitaria?

Na primeira vinda:

  1. Jesus veio de Nazaré, uma cidade pequena, não importante e hostil aos evangelistas. Por isso era conhecido como Jesus de Nazaré, entre outros nomes.

 

  1. 1 Na Bíblia diz que nasceu em Belém, pois seus pais viviam em Nazaré, mas como seu pai era de Belém, foi para lá com a esposa grávida para responder a um censo, porém não havia censos na região da Palestina durante o reinado do Imperador daquela época (Augusto) e os censos que existiam obrigavam, apenas aos que perambulavam, destinarem-se aos locais de trabalho para fazê-lo (a lógica nisso seria a coleta de impostos).

 

  1. 2 Outro ponto é que José, pai de Jesus era descendente da família do Rei David, que era de Belém, portanto seria mais engrandecedor que o Filho de Deus viesse de um local mais nobre, de maior visibilidade, da terra do Rei David.

 

  1. 3 Poderia ainda Jesus ter nascido em uma vila de nome Belém, a 160 km de distância (próxima à fronteira entre o Líbano e a Síria), entre outras hipóteses, mas a mais provável é que tenha sido em Nazaré.

 

  1. Jesus louro, com pele branca e olhos azuis como se descreve, existe apenas no imaginário das pessoas. (vide imagem projetada por computador a partir das características dos homens judeus do primeiro século, segundo estudos de Richard Neave).

 

  1. 1 Segundo Richard Viladesau, teólogo que estudou a história de Jesus, a imagem que temos hoje do Messias do Cristianismo é uma combinação de características: cabelo longo típico da Síria, barba como a do deus grego Zeus e Sansão, figura emblemática do Velho Testamento.

 

  1. 2 Porém, do século XV ao XVII, as representações artísticas de Jesus ganharam características regionais, nas regiões como a Etiópia e a Índia, e também na Europa. Na Renascença, quadros importantes foram pintados, como a Santa Ceia, de Leonardo Da Vinci, onde Jesus passou a ser retratado de forma mais similar aos brancos europeus da época.

 

 

  1. Jesus vestia roupas simples, surradas pelo uso, curtas e extremamente básicas.

 

  1. 1 Segundo a historiadora Jean E. Taylor Jesus usava uma túnica, quíton, que para os homens ficava um pouco abaixo do joelho, e não no tornozelo. Apenas os mais ricos usavam as compridas. Inclusive, Jesus identifica que especificamente esses homens de túnicas longas (Marcos 12:38) não merecem as honras que recebem de pessoas que se impressionam com seus trajes finos.

 

  1. 2 Segundo ela “Ele usava alpargatas, como sugerido por múltiplas passagens da Bíblia (ver Mateus 3:11; Marcos 1:7, 6:9; João 1:27), e sabemos agora como eram as sandálias antigas usadas na Judeia, pois foram preservadas, em cavernas secas, pelo Mar Morto.”

 

  1. Segundo ela ainda “Usar uma túnica básica que outras pessoas usavam como roupa de baixo combina com a indiferença de Jesus quanto a coisas materiais (Mateus 6:19-21, 28-29; Lucas 6:34-35, 12:22-28) e com sua preocupação com os pobres (Lucas 6:20-23).”

 

  1. Jesus era amigo de pescadores. Ele muitas vezes atraia a ira dos escribas[1] e fariseus[2] por comer com pecadores (Lucas 15.2).

 


[1]  Escribas na Bíblia: Nos livros sagrados para os cristãos e judeus, o termo escriba refere-se aos chamados doutores e mestres (cf. Mateus 22,35; Lucas 5,17), ou seja, homens especializados no estudo e na explicação da lei ou Torá.

[2] Fariseus (do hebraico פרושים) são um grupo de judeus devotos ao Torá (5 primeiros livros da bíblia), surgidos no século II a.C.. Opositores dos saduceus, criam numa Lei Oral, em conjunto com a Lei escrita, e foram os criadores da instituição da sinagoga.

 

  1. 1 Os discípulos foram por Ele recrutados especialmente do meio da classe trabalhadora (pescadores, artesãos, agricultores, pastores…)

 

  1. 2 Foi perseguido pelo fato de prometer salvação aos pobres e aos marginalizados socialmente. Na mentalidade dos grandes de Israel, guiados pelo sistema de pureza, afirmava-se que os pobres já estavam condenados por antecipação, pois pelo fato de não conhecerem a Lei, tornavam-se “malditos” (cf. Jo 7,49).

 

  1. Jesus lutava pela causa dos menos favorecidos, marginalizados, doentes e dos problemáticos. “Os sãos não necessitam de médico, mas, sim, os que estão doentes; eu não vim chamar os justos, mas, sim, os pecadores ao arrependimento.” (Marcos 2.17).

 

  1. 1 Defendeu mulheres adúlteras: Quem dentre vós não tiver pecado, atire a primeira pedra! ( Jo 8,1-11).

 

  1. 2 Curou os doentes: Jesus estendeu a mão, tocou nele e disse: 'Eu quero, fica limpo.' (Mateus 8, 1-4); "Levanta-te, pega a tua cama e vai para a tua casa".' O paralítico então se levantou, e foi para a sua casa.' (Mateus 9, 1-8).

 

Resumo: Jesus nasceu numa cidade pobre, tinha aparência sofrida, vestia-se precariamente, era amigo das pessoas menos favorecidas, defendia as minorias e os doentes, os pobres e oprimidos. Foi perseguido pelos poderosos, por não concordar com a política de exploração e exclusão (pregava a divisão, era contra a concentração de terras e poder na mão de poucos). Abriu mão de qualquer riqueza ou poder. Era contra a exploração da fé. Exigiu que seus discípulos fizessem partilhas de bens, isto é, promoveu uma verdadeira cultura de socialização.

 

Conclusão: Se ele viesse hoje, como ele seria? Provavelmente viria de um local marginalizado, podemos dizer da extrema periferia. Seria preto, usaria roupas velhas e surradas, andaria de havaianas. Andaria com pessoas simples, faria parte do grupo LGBTQIA+, estaria ligado aos movimentos populares. Seria visto entre os nóias do velho centro de São Paulo, onde encontraria (e defenderia) também as prostitutas e os sem-teto. Certamente defenderia e perdoaria os ladrões, classificando-os de vítimas da sociedade. Atuaria aos grupos de direitos humanos e sua religião não seria ligada a nenhuma igreja existente, pois todas elas vivem do preconceito e da ganância financeira.

 

ESTE PODERIA SER JESUS, ATUALIZADO. VOCÊ O ACEITARIA, COMO FILHO DE DEUS?

OU PREFERIRIA VÊ-LO PRESO, EM TROCA DE UM POLÍTICO E CRUCIFICADO?

 

Produção do texto: Ulisses Andrade

 

Referências:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Nazar%C3%A9

https://www.portalviu.com.br/arte/novos-estudos-apontam-a-vila-onde-jesus-teria-nascido

https://veja.abril.com.br/blog/duvidas-universais/se-cristo-nasceu-em-belem-por-que-era-conhecido-como-8220-jesus-de-nazare

https://epoca.globo.com/o-que-jesus-vestia-23039383

https://exame.com/ciencia/como-jesus-se-transformou-em-um-loiro-de-olhos-claros/

https://epoca.globo.com/o-que-jesus-vestia-23039383

https://reforma21.org/sem-categoria/jesus-amigo-de-pecadores-como.html

https://pt.wikipedia.org/wiki/Escriba

https://pt.wikipedia.org/wiki/Fariseus

https://reforma21.org/sem-categoria/jesus-amigo-de-pecadores-como.html

https://www.vidapastoral.com.br/autor/b/benedito-ferraro/jesus-e-os-marginalizados-do-seu-tempo/

http://verbodavida.org.br/lista-blogs/gente-boa/jesus-veio-para-os-problematicos/

http://www.dhnet.org.br/direitos/fe/igreja/clodovisboff.html

 

 


[1]  Escribas na Bíblia: Nos livros sagrados para os cristãos e judeus, o termo escriba refere-se aos chamados doutores e mestres (cf. Mateus 22,35; Lucas 5,17), ou seja, homens especializados no estudo e na explicação da lei ou Torá.

[2] Fariseus (do hebraico פרושים) são um grupo de judeus devotos ao Torá (5 primeiros livros da bíblia), surgidos no século II a.C.. Opositores dos saduceus, criam numa Lei Oral, em conjunto com a Lei escrita, e foram os criadores da instituição da sinagoga.